37 – A mobilidade urbana é um jogo de soma zero?

Um dos argumentos liberais mais comuns é que a economia não é um jogo de soma zero, ou seja, você não precisa empobrecer os ricos para enriquecer os pobres; ambos podem se tornar mais ricos. Isso é bem explicado e pesquisado por Deirdre McCloskey em suas observações sobre os últimos 200 anos da humanidade: hoje em dia uma família americana de classe média baixa tem um padrão de vida mais alto do que a monarquia francesa.

Mas os socialistas de esquerda não acreditam nisso: eles pensam que o caminho para a prosperidade é via tributação, redistribuição de riqueza etc. Eles acreditam no jogo da soma zero: você precisa tirar de John para dar a Josh. Eles estão errados. A economia não é um jogo de soma zero… mas a mobilidade urbana é, em cidades densas.

Você tem que tirar de um (modo de transporte) para dar a outro (modo de transporte). As ruas das cidades são confinadas, o espaço público é escasso. Você não pode criar mais “riqueza de rua”, você precisa otimizar o uso dessa riqueza. Para fazer isso, você deve usar a rede de ruas com sabedoria e eficiência. Em termos claros, você deve remover o espaço para carros e dar a outros modos de transporte mais eficientes.

Como a mobilidade é um jogo de soma zero, atrai a atenção e o interesse de muitos socialistas de esquerda *: é um campo em que a teoria dos jogos de soma zero funciona bem. No entanto, eles também têm um tipo de ódio pela tecnologia (patinetes elétricas, uber, carros autônomos, microtransporte etc.), o que não faz sentido. Mais tecnologia significa um melhor uso dos recursos (ou seja, espaço da estrada), considerando que os custos dessa tecnologia são adequadamente internalizados pelo usuário, não apenas os benefícios.

Os socialistas de direita, por outro lado, acreditam que o carro é o melhor de todos, porque é o mais rápido por definição e deve ser fortemente subsidiado pelo governo, como ainda é hoje, principalmente pelo uso gratuito da estrada, estacionamento, acidentes de trânsito e poluição.

* Alguns especialistas em mobilidade urbana (especialmente na Academia) são de esquerda, mas é mais comum encontrar planejadores urbanos de esquerda, talvez porque o planejamento de transporte tenha uma forte base matemática.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s